Desenvolvedores do OJS já em testes com a versão 3.4

Estes testes parecem incidir nas etapas de submissão de artigos. De referir que os developers do OJS convidam a comunidade a ajudar nos testes. Para isso têm disponíveis 3 testes rápidos para que possam avaliar a sua viabilidade. Cada link é uma interface independente. Teste cada link separadamente.

Test 1
https://app.usabilityhub.com/do/df9024c8772b/2b4e title=”2 clicks”>2>
Test 2
https://app.usabilityhub.com/do/2834466c2e23/adee title=”1 click”>1
Test 3
https://app.usabilityhub.com/do/50f0868aaec9/3551 title=”2 clicks”>2

OJS / OMP / OPS 3.3 lançado

Veja o que há de novo na versão 3.3 do Open Journal Systems (OJS), Open Monograph Press (OMP) e Open Preprint Systems (OPS). Os downloads já estão disponíveis.

O OJS / OMP / OPS 3.3 traz várias mudanças esperadas e emocionantes, incluindo:

  • Melhor usabilidade e acessibilidade
  • Alterações no painel e menus de navegação
  • Melhorias na gestão de submissões
  • Mudanças na terminologia do tipo de revisão
  • Aprimoramentos para a gestão e comunicação de utilizadores
  • Novos recursos para revistas multilíngues

No GitHub terá uma lista completa das alterações na versão 3.3 e dos principais recursos.

Downloads: OJS, OMP, e OPS

OJS, OMP e OPS versão 3.3 candidata

A PKP anunciou que no primeiro trimestre de 2021 será lançada a versão 3.3 do OJS / OMP / OPS. Versões RC (release candidates) estão já disponíveis para teste e decorre trabalho nas traduções, documentação e desenvolvimento de plugins.

A versão 3.3 do OJS / OMP / OPS aborda várias solicitações de longa data, muitas das quais foram partilhadas por membros da comunidade em sprints da PKP. A seguir estão algumas das mudanças futuras que afectarão a forma como as plataformas serão usadas:

  • Mudanças subtis, mas importantes, na aparência do back-end editorial. Reconstrução da interface do utilizador para melhorar a acessibilidade.
  • Simplificação do processo de envio para autores, com um novo componente que permite aos autores enviar vários ficheiros de uma só vez, bem como a funcionalidade “drag-and-drop”.
  • Se já precisou de identificar submissões urgentes, planeadas para uma edição especial ou localizar submissões de edições publicadas, vai gostar certamente dos novos filtros de submissão associados a uma edição e editor.
  • Se usa a plataforma Mailchimp ou outros serviços de e-mail marketing para o contacto com os utilizadores, a versão 3.3 vai permitir a exportação de utilizadores no formato de folha de cálculo (Excel / CSV).
  • A notificação por função (papéis) está de volta! Vai poder enviar um e-mail a todos os utilizadores com uma função específica.

Se estiver interessado em experimentar a versão 3.3, a PKP convida todos os utilizadores da plataformas a experimentar as versões candidatas.
Observe que os pacotes a seguir devem ser usados ​​apenas para fins de teste e não são suportados fora deste uso:

OJS: https://pkp.sfu.ca/ojs/download/ojs-3.3.0rc2.tar.gz
OMP: https://pkp.sfu.ca/omp/download/omp-3.3.0rc2.tar.gz
OPS: https://pkp.sfu.ca/ops/download/ops-3.3.0rc2.tar.gz

Comparativo Omeka Platforms

Documento de grande utilidade onde de forma completa se comparam as diversas plataformas Omeka: Omeka Classic, Omeka S, Omeka.net.

Omeka é uma plataforma de código aberto para publicação na Web de colecções digitais. Desenvolvida com a colaboração das mais diversas áreas, instituições académicas, museus, arquivos e galerias, no seu desenvolvimento esteve presente a necessidade de criar uma solução simples e flexível mas com capacidade para armazenar e disponibilizar qualquer tipo de conteúdo (áudio, imagem, vídeo, etc.).

OmekaPlatforms-SideBySide.pdf

Se procura, ou deseja conhecer alternativa ao Omeka, recomendamos o Tainacan, uma plataforma para acervos digitais, em língua portuguesa. O Tainacan é uma solução suportada pela plataforma WordPress, destinada à gestão de repositórios de acervos digitais ou digitalizados, que permite flexibilidade e facilidade de configuração das informações de acervos ao mesmo tempo que mantém requisitos de uma plataforma profissional para repositórios.

Crossmark no OJS

O botão Crossmark permite que os leitores vejam o status de um trabalho ao exibir um registo de correções, retractações ou actualizações.

Mesmo após a publicação os artigos podem ser actualizados com dados suplementares ou correções.
É importante saber se o conteúdo que está sendo citado foi actualizado, corrigido ou se houve alguma retractação. E essa é a garantia que editores podem oferecer aos leitores ao utilizarem o Crossmark.
Trata-se de um botão padronizado, consistente através das plataformas, revelando o status de um item de conteúdo, podendo exibir qualquer outro metadado que o membro escolher, como financiamento, revisão por pares ou informações de licença.
O botão Crossmark também pode ser incorporado em PDFs, o que signica que os membros têm uma maneira de alertar os leitores sobre mudanças ao longo dos meses,ou anos, depois do documento ter sido descarregado.

about-crossmark-portuguese

Documento sobre o Crossmark (Português)

Download the Crossmark factsheet

Documentation PKP/OJS Crossmark

Minicurso Como instalar o Crossmark em revista no OJS

Indexação OJS e OMP no Google Scholar

Verifique se a sua revista ou monografia em OJS/OMP cumpre os requisitos para uma indexação efectiva no Google Scholar.

O documento – guia com orientações visando assegurar que tanto uma instalação OJS quando OMP sejam devidamente indexadas pelo Google Scholar (em inglês) elaborado em conjunto pelo PKP (Documentation Interest Group – DIG) e o Google Scholar, trata-se de um guia que explica como lidar e resolver questões que possam impedir a indexação além de conter as melhores práticas que assegurem que o seu conteúdo seja indexado.

O guia de indexação do Google Scholar (Google Scholar Indexing Guide) faz parte do Getting Found, Staying Found, Increasing Impact, que é um guia muito mais abrangente sobre como aumentar a “encontrabilidade” da sua revista e como construir uma audiência mais ampla.

Fonte: baseado no artigo do Israel Cefrin em Guia de Indexação do Google Scholar